Será que meu negócio vai dar certo?

Provavelmente, a pergunta que passa a cabeça da maioria, ou pelo menos deveria popular a cabeça da maioria dos empreendedores que pensam em abrir um negócio ou desenvolver um projeto é:

“Será que meu negócio/projeto vai dar certo?

Para responder esta pergunta a professora Saras Sarasvathy desenvolveu uma pesquisa durante anos com empreendedores em empresas com faturamento entre US200 milhões e US6 BI e descobriu aquilo que confirmou suas suspeitas:  Todos eles tinham como perfil predominante a ação pela “intuição” , sem guiar-se por pesquisas de mercado ou planos de negócios.

Nasceu deste estudo a teoria do “EFFECTUATION”  ou em português “EFETIVAÇÃO”.

Mas o que consiste esta teoria/ metodologia?

Esta teoria nada mais é do que uma abordagem onde o processo criativo tem como foco a criação de NOVAS IDÉIAS sem a preocupação com planos de negócios demorados e que quando acabados não correspondem mais a realidade. Buscar perguntas que poderão responder questões cruciais dos projetos, antes mesmo da sua colocação em prática é a chave da questão.

Na verdade acredito muito no “EFFECTUATION”, pois ele parte do princípio do AUTOCONHECIMENTO. Quando o empreendedor vai desenvolver um projeto/negócio, começando com as seguintes questões:

  •  Quem eu sou?
  • O que eu sei fazer?
  • Quem eu conheço?

São questões a primeira vista bem simples, mas se bem trabalhadas podem responder  as questões que são inerentes aos negócios de todos empreendedores.

Como diz o ditado “Conheçe-te a ti mesmo e não temerás o inimigo” (SUN TZU).Nesta batalha este é um exercício contínuo, não só pertinente a fase pré-operacional. Sim, isso mesmo, este processo se estende pela vida inteira da organização, pois assim como um plano de estratégia é dinâmico e tem que ser
revisto ano a ano, fazer uma autoanálise para correções de curso é fundamental em cada decisão.

Esta técnica também não é excludente, pois ninguém em sã consciência poderá dizer que um plano de negócios ou um Business Canvas são dispensáveis. Não. O que o EFFECTUATION prega é que junto com as demais ferramentas, pode contribuir para resolver questões que são básicas e ao mesmo tempo pilares que poderão definir o futuro do negócio aberto pelo empreendedor e que este é um processo contínuo.

EFFECTUATION  diz que ao contrário da abordagem (causal) do empreendedorismo tradicional, a grande preocupação não é a predição do futuro ou trabalhar com a busca de controlar todas as variáveis que poderão influenciar o negócio no futuro e sim  com a abordagem efetiva baseada na ação hoje, para que o futuro seja uma decorrência do que eu faço hoje.
Basear seu negócio naquilo que você tem competência hoje é a chave para determinar seu futuro com maior grau de certeza de sucesso. Essa é a chave.

Parece simples, porém muitos empreendedores não fazem isso, por não terem AUTOCONHECIMENTO ou porque mascaram suas reais competências e dos seus sócios.

Ter a visão real de quem você é e suas competências, lhe coloca em vantagem com relação as incertezas que são inerentes a qualquer negócio. Antes mesmo de trabalhar o planejamento estratégico de marketing, definindo público alvo, você tem que trabalhar o foco em você e seus sócios, caso existam.

PENSE NISSO.

GOSTOU DESSE POST, DEIXA UM COMENTÁRIO E COMPARTILHE.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.